Na próxima quarta, dia 06, o programa de Educação Comunitária HCFMUSP irá dar início às rodas de conversa com as presenças mais do que especiais de Symmy Larrat (Presidenta da ABGLT) e Thiago Pestana (Membro do NUDHES) falando sobre silicone industrial. O evento é gratuito!



O AIDSImpact é uma conferência internacional, a qual acontece a cada dois anos, tendo como foco pesquisas e avanços na área de ciência comportamental e psicossocial no enfrentamento à epidemia de HIV/AIDS, discutindo prevenção, tratamento e cuidados para comunidades globais e também locais. Em 2017, a conferência ocorreu na Cidade do Cabo, na África do Sul, com o tema: "O que será necessário para acabar com a epidemia?" Para este evento, a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo contou com a apresentação de trabalhos desenvolvidos pelo Núcleo de Pesquisa em Direitos Humanos e Saúde LGBT+ (NUDHES), coordenado pela professora Maria Amélia de Sousa Mascena Veras e representado na conferência pelo acadêmico do curso de graduação em Medicina Igor Prado Generoso.

Os trabalhos apresentados foram (Clicando no título, é possível acessar o resumo na página da conferência): Transgender people access to education in São Paulo, Brazil: vulnerabilities and exclusion Autores: Igor Prado Generoso, Luca Fasciolo Maschião, Aline Borges Moreira da Rocha, Erin C. Wilson, Sean Arayasirikul, Gustavo Santa Roza Saggese, Maria Amélia Vera Post-exposure prophylaxis use among men who have sex with men in São Paulo: highly concentrated among the most educated and unrelated to number of partners Autores: Igor Prado Generoso, Luca Fasciolo Maschião, Aline Borges Moreira da Rocha, Maria Amélia Veras

Veja a matéria completa sobre a participação do NUDHES no Boletim Conectar, da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, clicando aqui.



Após 4 dias de intensos e importantes trabalhos no I Encontro Brasileiro de Saúde Trans, sediado na Escola Paulista de Medicina, na UNIFESP, foi aclamada a Diretoria para o primeiro biênio (2017-2019) da gestão da Associação Brasileira pela Saúde Integral de Pessoas Trans, Travestis e Intersexo, sendo composta por pessoas cis e trans/travestis, profissionais de saúde e de áreas afins, estudantes e, principalmente, ativistas do movimento social de travestis e trans.

A composição da Diretoria conta com duas mulheres trans negras na presidência, farmacêutica e psicológa, respectivamente, configurando-se da seguinte maneira:

Presidência: Alicia Krüger Jaqueline Gomes de Jesus

Gestão e governança: Adriana Sales Alexandre Peixe Denise Vieira Maria Clara Gianna Rosa de Alencar Sousa

Clínica e saúde integral: Alana Dantas Barros Bernardo Banducci Rahe Eric Seger Juny Kraiczyk Laio Magno Luiza Ferreira Magnus Dias da Silva Maiara Fafini Maya Foigel Patrícia Porchat Ricardo Barbosa Martins Thaís de Caux

Estatística e epidemiologia: Maria Amélia de Sousa Veras Maria Inês Costa Dourado Sandra Brignol

Política, lei e advocacy: Guilherme Almeida Márcia Rocha Rachel Macedo Rocha. Thiago Coacci

Pesquisa, ensino e extensão: Edu Cavadinha Flávia Teixeira Fran Demetrio Gustavo Saggese Regina Facchini Tatiana Lionço Viviane Vergueiro

Comunicação: Amanda Palha Ana Luiza Fanganiello Ana Valéria Machado Mendonça Gustavo Melo Kika Melhem Ronald Figueiredo

Os pilares desta gestão serão a defesa total e incondicional do SUS com foco na defesa da Atenção Primária em Saúde, luta por Universidades públicas de qualidade e totalmente gratuitas, a despatologização das identidades trans, travesti e não-binárias e grande atenção às questões intersexo.

Houve uma primeira reunião hoje, 05/11, em São Paulo entre a Associação Brasileira e a WPATH (Associação Mundial de Profissionais pela Saúde Trans) para firmar acordos iniciais e definir os rumos de trabalho da primeira gestão.

Profissionais de saúde, academia, estudantes e principalmente ativistas juntas, juntos e juntes em prol da saúde de pessoas trans e travestis!

Mais informações no nosso site www.brpath.com.br